Ser aupair ou não ser, eis a questão

12 Fev

Dia 10 de fevereiro “comemorei” 2 anos na minha nova profissão: aupair. A família com quem eu moro é maravilhosa, mas vira e mexe eu tenho crises existenciais.No começo fazia todo o sentido ser aupair, morar com uma família irlandesa, aprender um pouco da cultura deles e, principalmente, falar inglês. Colocando os prós e contras na balança sempre acreditei ser a melhor opção. Não pago aluguel, gás, comida e ainda por cima tenho um quarto só pra mim -caso decidisse pagar um por aí não me sairia por menos de 400,00 euros – e um salário semanal, que não é uma fortuna, mas sempre me proporcionou viajar.

Enfim, tudo parecia bem até que as vantagens pareceram não ser mais vantagem e as desvantagens tomaram outra proporção. A questão de ser a empregada e estar sempre “servindo” alguém vem me incomodando, preciso confessar. Depois de ter estudado tanto, acabar assim? Não é justo, não é mesmo? Mas daí eu respiro fundo e penso que é uma fase. O problema é que a fase (entende-se por fase algo temporário, curto período de tempo e acredito que 2 anos não se encaixe perfeitamente nessa descrição) se estendeu muito. Ainda mais agora com um pé na Irlanda e 3 na Itália. Não vejo mais razão para continuar em terras geladas.

Preciso de novos objetivos e principalmente desafios. Odeio a monotonia e a rotina. Não vejo a hora de fazer as malas, enchê-la de sonhos e colocar o pé na estrada de novo, sem saber ao certo o que vai acontecer. Aprender uma nova língua, conhecer gente, fazer novos amigos. Tudo isso faz os meus olhinhos brilharem de excitement again. Um brilho que há tempos perdi e que é fundamental na nossa vida.

2011 será um ano de mudanças e desafios de novo, não vejo a hora! O maior desafio será conseguir o visto para Itália, que Papai-do-céu me ajude nessa questão porque o governo italiano parece não se importar nem um pouco com isso. 🙂

Anúncios

Uma resposta to “Ser aupair ou não ser, eis a questão”

  1. Lu, a espanhola Fevereiro 13, 2011 às 11:33 am #

    Lelê da Cuca, concordo com o tal do excitement, concordo com o brilho nos olhos, concordo com a história de “fim de fase”. Concordo e penso que as mudanças podem ser boas sempre que necessárias. Não vale trocar por trocar, mas vale se há motivos, se há o pesinho extra que enche e impulsiona a catapulta. E lá se vai a Alê voando cruzar a fronteira.
    Sobre o “terminar assim?” acho que você pode vê-lo de outra forma, sem se “autodiminuir”, sem dar menos importância ao grandíssimo passo – e coragem!, estivemos falando sobre isso e saberá a tudo que me refiro – de ter saído da toca pra viver aquilo que você queria viver, aquilo que então impulsionava seu coração e sonhos. Ok, não é a profissão da sua vida, mas vc não é essa profissão, ela não é o “fim” senão o “meio”.
    Que chegou a hora? Somente seu relógio vai te indicar, o relógio de mais ninguém vai te dar esse fuso horário. Nem o fuso, nem a latitude nem a longitude: é por isso que, além de relógio, levamos também uma bússola pessoal, e é preciso usá-la (pra isso a temos) e saber usá-la: o saber, quem sabe, é o viver.
    Penso que vc deve tão somente pensar, sentir e pensar. Sem precipitações, sem decisões aloucadas, mas também sem tornar-se água parada. Quase tudo, menos converter-se em uma poça humana: acho que é de minhas últimas lições e tenho sentido uma quase-pena das poças-vivas que andam pelo mundo…
    Estou contigo. Não opino nem que sim nem que não. Confio em você, nos riscos que vc quer assumir, na calma que vc terá de estudar a situação e saber pra que lado atirar. Prefiro ter essa opinião: a de que não sabemos o que há no minuto seguinte, mas que vc é capaz de intuir por onde caminhar. Espero que assim seja, amiga minha, espero que seus erros sejam os mínimos, que o medo exista (pra que exista o cuidado), que as dúvidas virem perguntas e que estas sejam uma importante reflexão sobre seu bem mais precioso: sua vida, você.
    Tarantela! 😉 Beijo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: