Arquivo | Outubro, 2010

Ah…os domingos…

24 Out

Contrariando todas as estatísticas, eu não odeio segundas. Eu odeio domingos! Sério, gente, não tem dia mais chato na semana. Ok, você pode estar pensando “mas a volta ao trabalho depois do mini-break de dois dias é o que faz a segunda-feira uma bosta. Não, não, não.

Domingo devia ser eleito o dia oficial da preguiça. (Nossa, essa palavra tá se tornando muito freqüente por aqui). São poucas as pessoas que acordam cedo num domingo. A gente dorme até cansar. Daí toma café da manhã de tarde lá pelo meio-dia. Pronto, meio dia já se passou. Depois um pouco de internet, uma arrumada no quarto not really e já são duas, três da tarde. Hora de almoçar!

Cozinha daqui, dali. Come um chocolate, eis que são quatro da tarde. O dia está quase acabando e o que você fez até agora? Nada!

Ás vezes tento não me render facilmente e programo algo pra noite. Um cineminha depois das seis ou mesmo um barzinho pra ouvir música ao vivo e jogar conversa fora com os amigos. Mas, pra ser honesta, preciso confessar que 90% das vezes fico mesmo é em casa, de pijama o dia inteiro.

Aqui não tem Fantástico, mas tem X-Factor. Sim, a musiquinha do Fantástico quer dizer que o seu dia acabou, já aqui é o meu aclamado, salve-salve X-Factor que anuncia o final de semana pra mim.

Bom, agora é ficar aqui “lumaconando” – este é um verbo que inventei em italiano que seria “preguiçando” em português – e esperar o fim do domingo.

“Oh loco, meu!” Como já diria nosso amigo Fausto Silva.

Que preguicinha…

20 Out

Venho pensando sobre o que escrever no blog há alguns dias. Até surgiram algumas boas idéias, mas uma preguiça avassaladora me impedia de pôr no papel qualquer coisa. Eis que: Eureka! Isso. Vou escrever sobre preguiça. 

E nada melhor que começar pela sua definição:

  “A preguiça pode ser interpretada também como aversão ao trabalho, malandrice, morosidade, lentidão, moleza”

 E mais:

 “O preguiçoso, conforme o senso comum, é aquele indivíduo avesso a atividades que mobilizem esforço físico ou mental. De modo que lhe é conveniente direcionar a sua vida a fins que não envolvam maiores esforços.”

 (Fonte: wikipédia)

 Hmm…meio assustador. É justamente assim que me sentia ultimamente. Ai, meudeusdocéu, socorro! Mas acho que não devo me desesperar, afinal, estou aqui escrevendo, fazendo esforço mental. É um bom sinal, não é?

Será que preguiça é um estado passageiro ou pode, de fato, tornar-se uma característica permanente? Bom, acho que aquela preguicinha passageira, aquela que nos faz querer mais cinco minutinhos na cama. Essa não faz mal. Todos nós sentimos. O problema é se ela começar a te impedir de fazer coisas. Não ter vontade de sair de casa, ver outras pessoas, socializar. O que a princípio parece só uma crise de preguicite aguda pode, na verdade, ser um começo de depressão.

 A dica para evitar que isso aconteça é estabelecer objetivos e ter sempre novos projetos em andamento porque a preguiça caracteriza-se por falta de motivação. Foi exatamente isso que eu fiz, tracei novas metas pra minha vida. Agora é só levantar a bunda do sofá e correr atrás delas. E nada melhor que um warm up no Wii.

Obs: Cenas fortíssimas!!!

Já tomou banho hoje?

6 Out

Banho é bom e todo mundo gosta! Nem todo mundo. Aqui por terras geladas o banho diário não é comum, principalmente entre os pequenos.

Cheguei até a fazer uma pesquisa de campo e o resultado só confirmou o que eu já havia constatado: 10 entre 10 crianças irlandesas tomam banho apenas uma vez por semana. Normalmente no domingo. Então a piadinha brasileira “sim, vou tomar banho, afinal hoje é dia, é sábado” pode muito bem ser utilizada por aqui apenas mudando o dia da semana.

Os adultos também não são muito adeptos da coisa. Alguns tomam banho a cada dois dias e os que tomam diariamente, geralmente o fazem de manhã. Então, imaginem depois de um dia corrido, cheio de atividades, em que você suou horrores – na Irlanda, com o nosso excellent weather, deve ser meio difícil, mas enfim – não tomar banho antes de dormir? Agrrrrrr.

A curiosidade pelo assunto me fez até pesquisar no Google “importância do banho”. E eis o que eu encontrei: “O banho diário evita a ocorrência de determinados desconfortos como assaduras, micoses, piolhos e sarnas; doenças; ou mesmo alergias, proporcionando também um aroma agradável.”

Aroma agradável??? That’s what I wanna talk about. As crianças têm quinhentas mil atividades durante a semana. O meu pequeno tem treino de futebol duas vezes por semana, futebol gaélico, educação física, tênis, sem contar ficar pulando no trampolim, ou simplesmente sassaricando por aí. E, mesmo assim, só o mísero banho semanal. Meu-Deus-do-céu, como alguém pode ter aroma agradável depois de fazer tudo isso e  não tomar banho? Não sei. Mas o pior é que feder eles não fedem, mas também  não têm aquele cheirinho gostoso de criança, sabe? Cheirinho de xampu Johnson. Não. Definitivamente não!

Não sei se esse hábito tradição é exclusivamente irlandês. Nunca perguntei pro meu namorado se as crianças na Itália tomam banho todo dia. Mas posso garantir que ele é cheirosinho…haha

A busca pela verdade continua. Se alguém sabe como funciona em outros países da Europa, compartilhe aqui no blog.